Nota de pesar e indignação pelo assassinato da vereadora Marielle Franco, no Rio

Nota de pesar e indignação pelo assassinato da vereadora Marielle Franco, no Rio

Por nossas mortas nenhum minuto de silêncio. Mas toda uma vida de lutas!

 

O SINDSEP-MG, demonstra profundo pesar e indignação com o assassinato covarde e brutal da vereadora do PSOl, pelo Rio de Janeiro, Marielle Franco, no último dia 14/03.

Em seu primeiro mandato como vereadora, Marielle, de 38 anos, construiu sua vida e sua luta na comunidade da Maré, zona norte do Rio, era socióloga, com mestrado em Administração Pública. Uma mulher negra que ligou a luta social com o mandado institucional de vereadora. 

Trata-se de uma execução política motivada pelas graves denúncias que a vereadora vinha fazendo sobre a barbárie implementada pela Polícia Militar nas favelas do Rio de Janeiro, e mais recentemente na favela de Acari, e intensificada pela intervenção no estado.

Morreu porque ousou defender as minorias. Morreu como Chico Mendes, Dorothy Stang e tantos outros... Morreu porque ousou se posicionar contra a violência que nos atinge de todas as formas todos os dias: sejamos negros, pobres, mulheres, jovens, crianças, idosos.

Isso porque quando o Estado se esquiva da sua responsabilidade, de prover educação, saúde, segurança para a população, é que a violência se instala. Nosso país está sob um Estado de Exceção em que as forças fascistas estão agindo sem qualquer limite e avançando sobre a nossa sociedade. 

Mas as balas não atingiram somente Marielle e seu motorista! O Brasil inteiro e a democracia brasileira foram vítimas desse crime político bárbaro.

O assassinato de Marielle, mulher, negra, favelada, apresenta-se como um aviso para todas (os) os que lutam contra a violência do Estado, não só no Rio de Janeiro, mas em todo o Brasil!

Que seu assassinato não fique impune. E tratemos de nos defender contra atacando. A resposta tem que ser mais lutas sociais, mais organização, mais mobilização. 

Sigamos juntos contra todo tipo de opressão!

Toda nossa solidariedade à família!